quarta-feira, dezembro 7, 2022

Atlético de Alagoinhas e Jacuipense empatam no primeiro jogo da final do Baianão

Tudo igual na disputa do título do Campeonato Baiano. Na tarde deste domingo (3), Atlético de Alagoinhas e Jacuipense empataram em 1 a 1, no Carneirão, pelo jogo de ida da final do estadual. Miller marcou para os donos da casa, enquanto Jerry fez gol contra para os visitantes.

Com o resultado, quem vencer a partida de volta, marcada para o próximo domingo (10), às 16h, na Arena Valfredão, conquista o título do Baianão. O Carcará luta pelo bicampeonato, enquanto o Leão Grená sonha com sua primeira estrela.

O JOGO

As duas equipes começaram cautelosas, marcando bem sem dar espaços. O primeiro chute a gol foi do visitante Leão Grená aos três minutos, com Danilo Rios cobrando falta direto, mas Fábio Lima estava bem posicionado e encaixou sem problemas.

Aos sete minutos, Miller recebeu na esquerda e levantou a bola na área. O goleiro Mota saiu de soco, acertou a bola e o companheiro Cabral. O jogo foi paralisado para atendimento médico dos dois jogadores. Mas a redonda voltou a rolar dois minutos depois.

O Leão Grená teve uma grande chance aos 14 minutos com Robinho, mas parou em Fábio Lima. Kaefer carregou para o meio e tocou, Iran falhou na tentativa de cortar o lance e o camisa 11 ficou com ela e finalizou de cara pro gol, mas o goleiro do Carcará fez uma grande defesa evitando que os visitantes abrissem o placar.

Aos 17 minutos um choque entre dois jogadores do Carcará assustou todos no estádio Carneirão. Bremmer se bateu em Leandro Sobral e o segundo acabou levando a pior. Ele recebeu atendimento médico e a ambulância chegou a entrar no campo. Mas o atleta se recuperou e voltou para a partida.

Aos 22 minutos, Miller recebeu na área e tocou para o lado buscando Dionísio. Mas o volante não alcançou e a defesa do Jacupa afastou o perigo.

Mota defende pênalti de Miller
Aos 23, Miller tocou para Dionísio, que invadiu a área e foi empurrado por Danilo Rios. O árbitro Emerson Ricardo de Almeida Andrade assinalou a penalidade e mostrou cartão vermelho para o camisa 10 do Jacupa. Na cobrança da penalidade, Miller bateu no canto direito, Mota se esticou e fez a defesa aos 26. A resposta do Jacupa veio em seguida aos 28. Railan recebeu em velocidade deixou o marcador para trás e finalizou para a defesa de Fábio Lima.

Aos 36 Thiaguinho deu uma tabaca em Kaefer e bateu forte para o gol. Mota se esticou e desviou para fora com a ponta dos dedos.

Welder desabou no gramado aos 39 minutos com dores na coxa esquerda. Ele saiu de maca para receber atendimento médico. O atacante não conseguiu voltar para a partida e foi substituído por Newton.

Aos 41, a ambulância entrou em campo mais uma vez. Na disputa de bola pelo alto, Iran levou a pior e caiu desacordado no gramado. Mas ele recebeu atendimento médico e seguiu na partida. Aproveitando a paralisação, o técnico Agnaldo Liz sacou Leandro Sobral para a entrada de Emerson.

Miller abre o placar para o Carcará
Miller se redimiu do pênalti perdido e abriu o placar para o Carcará aos 48 minutos. A jogada começou pelo próprio camisa 10 que abriu com Emerson na direita. Ele carregou, balançopu na frente do marcador e cruzou para o miolo da área. Railan afastou de cabeça, mas ela sobrou para Miller que bateu de primeira e acertou o canto direito de Mota. Atlético de Alagoinhas 1×0 Jacuipense

Segundo tempo

O Atlético de Alagoinhas voltou dos vestiários com a mesma formação que terminou a etapa inicial. Enquanto o Jacuipense retornou com uma modificação, Flávio saiu para a entrada de Jeferson.

Aos dois minutos, a torcida do Atlético de Alagoinhas pediu novo pênalti em Dionísio. O meia foi lançado na área e acabou caindo, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

No toque de bola e na individualidade, o Carcará chegou bem aos 14 minutos. No final da trama, Dionísio arriscou da entrada da área batendo rasteiro para a defesa de Mota. No minuto seguinte, Rodrigo Chagas foi obrigado a fazer nova modificação. Ruan Levine pediu para sair e o comandante do Jacupa aproveitou para fazer duas alterações. Robinho saiu para a entrada de Edy, enquanto Ruan Levine foi substituído por Isaías. Aos 19, Edy arriscou seu primeiro chute ao soltar a bomba da intermediária batendo falta direto. Mas a bola subiu e passou longe da meta defendida por Fábio Lima.

Jacupa empata com gol contra de Jerry
O Jacupa chegou ao empate no gol contra de Jerry aos 21 minutos. Mais perto da área, Edy cobrou a falta levantando a bola no miolo da pequena área e o camisa 22 desviou contra o patrimônio. Atlético de Alagoinhas 1×1 Jacuipense

Aos 28, o Carcará teve uma chance de ouro para fazer o segundo. Cruzamento de Thiaguinho em cobrança de falta, a bola sobrou para Iran, livre de marcação dentro da pequena área, mas ele tocou por cima do gol defendido por Mota.

O goleiro Mota fez outra grande defesa evitando o segundo gol do Carcará aos 37 minutos. Thiaguinho cruzou para Gabriel Esteves que cabeceou à queima roupa e o arqueiro do Leão do Sisal caiu para espalmar e impedir que o placar fosse alterado.

Aos 46 minutos, o lateral Edson recebeu o cartão vermelho direto. O jogo estava paralisado, mas ele se desentendeu e colocou a mão na cara de Newton ao tentar pegar a bola para que a partida fosse reiniciada com brevidade. O árbitro Emerson Ricardo consultou a equipe do VAR pelo áudio e manteve a expulsão.

 

FICHA TÉCNICA

Atlético de Alagoinhas 1×1 Jacuipense
Campeonato Baiano – Final (jogo de ida)

Local: Estádio do Carneirão, em Alagoinhas (BA)
Data: 03/04/2022 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (BA)
Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e Luanderson Lima dos Santos (ambos da BA)
VAR: Diego Pombo Lopez (BA)

Cartões amarelos: Dionísio (Atlético de Alagoinhas ) / Kaefer, Edy, Mota, Fábio Bahia (Jacuipense)

Cartões vermelhos: Edson (Atlético de Alagoinhas) / Danilo Rios (Jacuipense)

Gols: Miller (Atlético de Alagoinhas) / Jerry, contra (Jacuipense)

Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Paulinho (Edson), Iran, Bremmer e Matheus (Caetano); Leandro Sobral (Emerson), Lucas, Dionísio (Gabriel Esteves) e Miller; Jerry (Rael) e Thiaguinho. Técnico: Agnaldo Liz.

Jacuipense: Mota; Railan, Wesley, Cabral e Evandro; Kaefer (Fábio Bahia), Flávio (Jeferson), Danilo Rios e Ruan Levine (Isaías); Robinho (Edy) e Welder (Newton). Técnico: Rodrigo Chgas.

ULTIMAS NOTÍCIAS
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img

veja também