domingo, outubro 2, 2022

Bahia registra seis novos casos de varíola dos macacos; total chega a 66

A Bahia confirmou mais seis casos de “Monkeypox”, doença conhecida como varíola dos macacos, nesta quarta-feira (7). Com isso, o estado chega a 66 pacientes infectados, de acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).
Três dos novos infectados moram em Salvador, dois em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, e um em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana.
Os sintomas apresentados mais recorrentes são: febre, inchaço nos gânglios (adenomegalia), erupção cutânea, dor de cabeça (cefaleia) e nas costas. Confira abaixo os dados da doença no estado:
Casos confirmados:
  • Salvador 47
  • Lauro de Freitas 3
  • Santo Antônio de Jesus 2
  • Cairu 1
  • Conceição do Jacuípe 1
  • Feira de Santana 1
  • Ilhéus 1
  • Itabela 1
  • Juazeiro 2
  • Maracás 1
  • Mutuípe 1
  • Teixeira de Freitas 1
  • Pé de Serra 1
  • Vitória da Conquista 2
  • Xique-Xique 1
Além dos confirmados, a Bahia tem 326 casos suspeitos notificados que aguardam diagnóstico laboratorial, segundo a Sesab.
O primeiro caso da Monkeypox no estado foi registrado no dia 13 de julho. Ela se assemelha à varíola humana, que foi erradicada em 1980. Os principais sintomas da doença são febre, dores de cabeça, musculares e nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.
A infecção é autolimitada com sintomas que duram de duas a quatro semanas, geralmente dividida em dois períodos:
  1. Invasão, que dura entre zero e cinco dias, com febre, cefaleia, mialgia, dor das costas e astenia intensa;

Erupção cutânea começa entre um e três dias após o aparecimento da febre. A erupção tem características clínicas semelhantes com varicela ou sífilis, com diferença na evolução uniforme das lesões

Por g1
ULTIMAS NOTÍCIAS
- Anúncio -
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img

veja também