quarta-feira, dezembro 7, 2022

Porto Seguro: Homem é preso sob suspeita de matar esposa e tentar enterrar o corpo

Um homem de 62 anos de idade, identificado como José Pereira Dórea, foi preso, na manhã de quinta-feira (10), sob a suspeita de matar a mulher e tentar sepultá-la no cemitério municipal de Porto Seguro. O acusado foi encontrado pela Polícia Civil na capela do local, enquanto aguardava o corpo ser trazido por uma empresa funerária. As informações são do portal Radar 64.

 

 

De acordo com a delegada Elizabeth Salvadeu, José Dórea confessou que, na madrugada anterior, havia assassinado a companheira, Luciene Vasconcellos Muller, de 39 anos de idade, na casa onde os dois moravam, no bairro Vila Jardim.

 

O corpo foi localizado em uma funerária no bairro Cambolo, já sendo preparado para o enterro. A polícia informou que José Dórea contratou o serviço funerário por meio de um laudo médico obtido em um posto de saúde. A família não sabia que ela tinha morrido.

 

O responsável pela funerária deve ser ouvido na próxima segunda-feira para explicar porque, mesmo com o laudo indicando que a causa da morte foi violenta, não comunicou o fato à polícia.

“Além disso, não havia uma guia de sepultamento, que é expedida pela própria autoridade policial”, afirmou a delegada, que é a titular da Delegacia da Mulher (Deam) no município.

A direção do posto de saúde também será intimada a depor. A Polícia suspeita que a mulher foi levada para a unidade de saúde já depois de morta.

O corpo de Luciene foi retirado da funerária e levado para o Departamento de Polícia Técnica. Um médico legista constatou que a causa da morte foi traumatismo craniano, provocado por instrumento contundente. A vítima também foi espancada, como indicou a perícia. José Pereira Dórea, que convivia com Luciene Vasconcellos há dois anos, deve ser indiciado por feminicídio.

ULTIMAS NOTÍCIAS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img

veja também