01 mar 2024

Salvador se consolida como a capital mais preta do Brasil, diz IBGE

Salvador se manteve como a capital com maior proporção de população preta do Brasil, segundo os resultados da População por Cor ou Raça, do Censo Demográfico de 2022.

Os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (22), mostram que a população preta foi a única que cresceu 11% entre 2010 e 2022, chegando a pouco mais que 1/3 dos habitantes do município, ou seja 34,1%.

Com isso, a cidade se manteve a capital com maior proporção de pessoas pretas e a menor proporção de pessoas brancas (16,5%). Em números absolutos, São Paulo registrou o maior número de pessoas pretas com 1,16 milhão, seguido pelo Rio de Janeiro (968 mil) e por Salvador (825 mil). 

Em 2022, as pessoas pardas predominavam em 407 das 417 cidades da Bahia (97,6%), e o estado tinha 8 dos 9 municípios brasileiros onde predominavam pessoas pretas, liderados por Antônio Cardoso (55,1% de população preta), Ouriçangas (52,8%) e Cachoeira (51,8%). Pessoas brancas eram predominantes em apenas 2 municípios baianos: Dom Basílio (50,9% de pessoas brancas) e Ipupiara (49,2%);

Entre 2010 e 2022, na Bahia, as pessoas brancas, pardas e amarelas perderam participação em todos os grupos de idade da população total, enquanto as pretas e as indígenas ganharam.

DESTAQUE
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img