quarta-feira, setembro 28, 2022

Quadrilha explode caixa eletrônico de agência bancária em Salvador

Um ataque a uma agência da Caixa Econômica Federal resultou na explosão da estrutura de caixas eletrônicos e deixou um rastro de destruição na unidade, no bairro da Fazenda Grande do Retiro, em Salvador, na madrugada desta sexta-feira (9). Esta é a quarta vez que o local foi alvo de criminosos.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), nenhum caixa foi violado e os criminosos não conseguiram levar nenhuma quantia.

A Polícia Militar disse que foi informada por moradores. Ao chegarem nas imediações da agência, localizada na Rua Melo Morais Filho, os agentes viram suspeitos fugindo em direção à localidade do Marotinho, mas não conseguiram prender o grupo.

Testemunhas disseram que diversos tiros foram disparados durante a ação e, nas imediações da agência, os policiais encontraram vários estojos de armas de fogo. Não há registro de pessoas feridas.

A PM isolou a área e acionou a Polícia Federal, responsável pela apuração do caso, que realizou uma perícia na agência bancária. As investigações contam com o apoio da Polícia Civil, que ainda não tem informações sobre os suspeitos.

Ainda de acordo com a SSP, o número de roubos a banco caiu 73% em 2022. De acordo com o órgão, foram registrados 10 casos entre janeiro e agosto deste ano, contra 37 registros feitos no mesmo período do ano passado.

Histórico de ataques à agência

A agência fica na Rua Melo Morais Filho, a avenida principal do bairro da Fazenda Grande do Retiro, e foi alvo de criminosos outras três vezes entre outubro de 2020 e agosto de 2021. Em todas as ocasiões, os suspeitos agiram da mesma forma.

O primeiro caso registrado aconteceu na madrugada de 20 de outubro de 2020. Caixas eletrônicos foram explodidos e a ação deixou fios expostos, vidros quebrados e armas espalhadas pelo chão. Não há detalhes se os criminosos conseguiram levar alguma quantia.

Cerca de dois meses depois, em 17 de dezembro, um grupo de homens armados e encapuzados chegou ao local e usou explosivos para destruir os caixas. Ninguém foi preso e não houve registro de pessoas feridas. Também não há detalhes sobre os valores que foram furtados.

Já em agosto do ano passado, homens armados atiraram contra os vidros da agência para tentar entrar no local. Uma viatura que fazia rondas na região percebeu a movimentação, e foi até a agência. Lá, os militares entraram em confronto com os suspeitos, que conseguiram fugir.

Por g1

ULTIMAS NOTÍCIAS
- Anúncio -
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img
- Anúncio -spot_img

veja também