19 jun 2024

Justiça impede ex-prefeito de Jacobina de concorrer eleições

As chances do ex-prefeito de Jacobina, Leopoldo Passos (Solidariedade), em concorrer às eleições municipais deste ano foram esgotadas. Isso porque, o ex-chefe do Executivo foi condenado pela Justiça por atos de improbidade administrativa, segundo aponta o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O ex-prefeito, segundo o Cadastro Nacional da Corte, está com os direitos políticos suspensos até 2025, em razão dos danos causados aos cofres públicos.

Leopoldo foi condenado por adquirir, sem licitação, 16 mil quilos de frango para a merenda escolar através da autarquia municipal Panela do Povo, considerada mera intermediária do negócio com uma empresa privada.

O processo caiu nas graças dos populares e ficou conhecido como “Frangogate”, fazendo referência ao escândalo de corrupção, que aconteceu em 1997, durante a gestão de Paulo Maluf, em São Paulo. Na ocasião, o gestor foi acusado de comprar frangos com preços superfaturados.

De acordo com a sentença proferida pelo Juiz Walter Américo Caldas, a autarquia lucrou com a operação, em uma possível tentativa do ex-prefeito de injetar dinheiro na entidade e ocultar a sua má administração.

A Comissão Provisória do Avante, em Jacobina, presidida por Macedo, ajuizou ação para comunicar à Justiça Eleitoral a suspensão dos Direitos Políticos do pré-candidato. Em decisão, o juiz da 046ª Zona Eleitoral de Jacobina determinou que a Vara da Fazenda Pública informe se houve o devido cadastramento junto ao CNJ da condenação cível por ato de improbidade administrativa e inelegibilidade e determinou que a Seção de Direitos Políticos (SEDIP) do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) adote providências com vistas a atualização do cadastro eleitoral.

 

Fonte: A tarde

 

DESTAQUE
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img