24 abr 2024

Vereadores da oposição questionam sessão remota na câmara que votou projeto que diminuiu valores dos lotes das escolas reunidas em Capim Grosso

Na noite desta segunda-feira (26/02/2024), aproveitando a sede da câmara em reforma, em sessão virtual da Câmara de Vereadores, a população de Capim Grosso foi pega de surpresa, como também os edis da oposição; quando na leitura da pauta do dia da sessão, a secretaria da câmara apresentou o Projeto de Lei 305/2024, que altera (reduz em 48%) os valores dos lotes das Escolas Reunidas da Lei 568/2023. Além de ser apresentado sem o prévio conhecimento dos oposicionistas, e que ainda estando em caráter de apresentação, a ficar no mínimo uma semana na casa para a apreciação dos edis, como também do povo; não foi o que aconteceu. Mesmo com o oficio anexado, sem o pedido de urgência, porque não se trata de um projeto de urgência, mas que deveria começar a ser votado em sessão posterior, não consideraram; e de forma abusiva e sem atender os vereadores Nanal Vilas Boas e Ném de Titininho, votaram na mesma sessão, ou seja, impuseram a votação de maneira arbitrária e transgressora. .

Texto: Vereador Nanal Vilas Boas

DESTAQUE
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img