20 maio 2024

Pedófilo é condenado a mais de 20 anos de prisão por abusar de crianças em Capim Grosso

De acordo com a denúncia, o réu aproveitou-se da condição de trabalhar no Telecentro (centro de informática de inclusão digital) mantido pelo Município de Capim Grosso e de aulas de natação, para cometer atos libidinosos com as crianças. Os crimes sexuais ocorreram entre os anos de 2008 e 2011. O Condenado de já havia sido preso no ano de 2017 suspeito de estuprar uma jovem de 18 anos dentro de uma boate na cidade de Jacobina.

Segundo informações colhidas junto a fonte deste blog essas condenações representam um progresso significativo na luta contra abusos sexuais. A sentença quebrou barreiras, especialmente devido à alta posição social da família envolvida. A prova da condenação também incluiu testemunhos contundentes das vítimas, demonstrando a gravidade do ocorrido.

Ainda, a decisão judicial, ocorrido em 21/11/2023, ressalta que as vítimas forneceram relatos detalhados e esclarecedores sobre a conduta do acusado, não deixando dúvidas sobre sua culpabilidade. O réu se aproveitou da proximidade por causa dos laços profissionais e da confiança familiar para se aproximar delas, a fim de satisfazer seus impulsos lascivos.

Vale ressaltar que a condenação é em primeira instância, ou seja, o réu ainda  pode recorrer da decisão.

DESTAQUE
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img