23 abr 2024

Entenda o motivo das pessoas não comerem carne durante a Semana Santa

Uma das maiores tradições da Semana Santa está na prática da abstinência de carne durante as refeições, principalmente na conhecida Sexta-feira da Paixão, que acontece neste dia 29 de março.
A data em questão antecede o Domingo de Páscoa, que marca a crucificação e morte de Jesus Cristo. Dessa forma, o período é visto como um dos mais importantes dentro do calendário litúrgico do catolicismo.
Para o sexta-feira, existem fiéis que se privam de qualquer tipo de carne. No entanto, a grande maioria apenas troca o consumo da carne vermelha ou do frango por peixe e frutos do mar.
Em contato com o BNews, o diácono Hélio Pereira, da Paróquia São Cristóvão, explicou os motivos da abstinência. Segundo ele, a prática pode ainda se ampliar para outros dias, de acordo com os mandamentos da igreja.
Desde a Igreja Primitiva, nós católicos separamos a sexta-feira para a penitência […] Durante a maior parte da história humana, a carne foi um alimento reservado para festas e celebrações, que é o contrário do peixe. Deixar de comer carne em todas as sextas-feiras é um dos mandamentos da Igreja, assim como na Quarta-feira de Cinzas e Sexta-feira Santa em penitência ao sofrimento de Cristo”, disse.
Hélio explica ainda que entende-se por carne tudo aquilo que verte sangue. Por isso acontece a prática de se comer o peixe em forma de jejum, que, pelos preceitos religiosos, deve ser acompanhado com esmolas e oração.
Por fim, Hélio ainda explica que, até os dias atuais, muitas pessoas têm a prática de comer a tradicional ‘comida baiana’ durante a Sexta-feira Santa, como uma alternativa ao jejum de carne. No entanto, ele complementa que “isso não é orientação da Igreja, que só nos pede para abster da carne”.
Fonte: BNews
DESTAQUE
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img